“Meu amado filho, celebrarás esta missa todo dia 13, para pedir por meus filhos(as) e eu intercederei por todos”.

No próximo domingo, 13, a Paróquia São Judas Tadeu celebra a Missa do Cerco de Jericó, às 18h30, com o tema: Derrubando as muralhas pelo poder da Adoração. Com a Celebração Eucarística comemora-se, também, o Dia dos Pais e dá-se início à Semana Nacional da Família, que neste ano acontece de 13 a 19 de agosto.

A Missa do Cerco de Jericó foi suscitada no coração do pároco, padre Reginaldo Albuquerque, durante o Cerco realizado em junho na Paróquia. Ele revelou o desejo de Nossa Senhora colocado em suas orações: “Meu amado filho, celebrarás esta missa todo dia 13, para pedir por meus filhos(as) e eu intercederei por todos”.

Com o seu discernimento, ele explicou que a Missa acontecerá todo dia 13 lembrando o atentado contra o papa São João Paulo II, atingido com um tiro na Festa de Nossa Senhora de Fátima, em Roma, e a aparição de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorinhos na Cova da Iria.

Também como intercessor e defensor, São Judas Tadeu e São Miguel Arcanjo estão a postos para auxiliar na batalha toda a comunidade participante.

Veja a explicação do padre que fundamenta a Celebração temática, segundo a inspiração do Espírito Santo pela Intercessão de Nossa Senhora:

Dia 13
“Para relembrar a aparição de Nossa Senhora de Fátima em Portugal e o dia do atentado ao Papa João Paulo II, no dia 13 de maio de 1981”.

Cerco de Jericó
“Josué 6. Assim farás, e assim cairão as muralhas”.

Nossa Senhora de Fátima
“O que ela mais pede é que rezemos pela conversão dos pecadores. Não podemos esquecer que foi por sua intercessão que houve a queda do muro (muralhas) de Berlim. Os muros caem e os pecadores se convertem”.

São Judas Tadeu
“Nosso Padroeiro intercessor nas quedas das muralhas impossíveis da nossa vida”.

São Miguel Arcanjo
“‘Quem como Deus?’. Contra os adversários de Jericó, marcha o Arcanjo Miguel defendendo-nos no combate”.

São João Paulo II
“Defensor dos valores da família, da paz. O mensageiro da misericórdia. Deixemos as muralhas caírem para experimentarmos a misericórdia de Deus”.

O Santíssimo Sacramento
“É o DEUS TREMENDO, único e verdadeiro Deus. Ele é o centro de tudo. Somos convidados e convocados a adorá-lo, e com Ele marchar para Jericó. Deus chama seus sacerdotes para marcharem com seu povo, derrubando as muralhas, os impedimentos que atrapalham o caminho da liberdade verdadeira, da felicidade plena”.

Por Camila Soares e Thaís Gabriela

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *