A comunidade é o Corpo de Cristo

Neste domingo, o pároco, padre Reginaldo Albuquerque, falou sobre os temas deste período pascal: Batismo, Espírito Santo e Comunidade-Igreja.

No Batismo começa o processo de conversão para a vida eterna. O Espírito Santo nos prepara para celebrarmos o Pentecostes, mas Ele já está no meio de nós. “E a Comunidade, que é nossa grande reflexão no dia de hoje, é a nossa união com Jesus Cristo”, proferiu o pároco.

A Leitura de hoje nos mostra que Saulo fugiu da cidade por causa das perseguições. “Foge da cidade e não da Comunidade”, pontuou o padre. Saulo foi para Jerusalém e Barnabé testemunha sua vida na comunidade dos apóstolos. Assim, o que nós temos é o exemplo de uma pessoa que se arriscou e perseverou na sua conversão.

O padre Reginaldo nos lembrou da importância de perseverarmos e de lutarmos constantemente para estarmos em comunidade e em união com Deus. “Ninguém é totalmente convertido. Nós estamos em um processo de conversão para vida eterna”, alertou.

Com isso, o pároco ainda orientou os fiéis que é preciso progredir no temor ao Senhor. Para isso, é necessária a vida em comunidade e a fuga do pecado. “Se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e vos será dado. Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos (Jo,15, 7-8)”.

A comunidade é a seiva que se alimenta da Videira Verdadeira, Cristo Jesus. “A comunidade é o Corpo de Cristo”.

Leituras:
Primeira Leitura (At 9,26-31)
Responsório (Sl 21)
Segunda Leitura (1Jo 3,18-24)
Evangelho (Jo 15,1-8)

Homilia do Pe. Reginaldo Albuquerque, pároco
Síntese por: Juliana Pontes/Pascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *